bg_facebook
bg_twitter
bg_instagram
bg_youtube
bg_whats

Quando suspeitar de APLV em bebê em aleitamento materno exclusivo?

Quando suspeitar de APLV no bebê em aleitamento materno exclusivo?

Bebês em aleitamento materno exclusivo podem desenvolver alergia às proteínas do leite de vaca (APLV). Isso pode acontecer porque ocorre passagem dessas proteínas pelo leite materno. Mas como se manifesta a APLV nesses bebês?

Na maioria dos casos, esses bebês podem apresentar sintomas decorrentes de um comprometimento gastrointestinal. A APLV pode se manifestar como:

– Doença do refluxo gastro-esofágico

– Diarréia crônica

– Cólicas excessivas

– Constipação refratária ao tratamento habitual

– Baixo ganho de peso

– Sangramento nas fezes

Também podem ocorrer lesões de pele, especialmente dermatite atópica (que pode ser agravada pela APLV).  Além disso, pelo fato de o bebê já ter uma dermatite atópica, ele tem maior risco de desenvolver outras doenças alérgicas, como a alergia alimentar.

O diagnóstico de APLV nessa situação nem sempre é fácil e não é porque o bebê apresenta um desses sintomas que ele tem APLV. Alguns sintomas são habituais nos bebês, como a regurgitação ou as cólicas nos primeiros meses de vida, e não significam APLV. Mas quando esses quadros passam a mostrar sinais fora da normalidade, é preciso atentar para essa possibilidade.

É necessário que o paciente seja avaliado com cuidado para que, levando em conta todo quadro clínico, esse diagnóstico seja considerado.

Dra. Letícia Bellinaso Ferreira
Alergista e Imunologista
@draleticia.alergista